Início / Notícias / Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

 Modúlo a Modúlo.

 

A definição de Saúde dos trabalhadores como estado de equilíbrio, o mais completo possível, entre o bem-estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença ou de queixas, resume o ideal de saúde proposto pela Organização Mundial de Saúde. Quando esta definição é orientada para os trabalhadores, ela deverá também integrar o equilíbrio dinâmico entre o homem e o seu local de trabalho, assegurando o pleno desenvolvimento das suas capacidades.

Não é possível, separar a saúde do trabalhador da saúde do cidadão, apesar da natureza “diferenciada” dos diversos ambientes e dos modos particulares de organização, vigilância, diagnóstico e tratamento dos problemas ocorridos em cada um deles. Como as condições de trabalho têm sido e continuam a ser causas diretas da morte, incapacidade e doenças profissionais, torna-se fundamental dar atenção particular à participação dos trabalhadores na defesa e prevenção da sua saúde.

A formação, informação e educação profissional em Saúde Ocupacional é uma necessidade vital em todos os programas vocacionados para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho. As condições de segurança, higiene e saúde em que o trabalho é executado estimulam a criatividade e a motivação, favorecendo o desenvolvimento das qualificações e da experiência, aumentando o bem-estar físico e psíquico e atenuam tensões individuais, familiares e de grupo. O trabalho executado em condições de segurança e saúde contribui, decisivamente, para a redução da sinistralidade, das doenças profissionais e, de outros fatores de risco para a saúde dos trabalhadores. Para a atividade empresarial, diminuiu os prejuízos derivados de estragos, quebras de produção e de qualidade, ausência de absentismo, aumentando desta forma a sua competitividade.

A gestão ambiental não é um conceito novo nem mesmo uma necessidade nova. O homem sempre teve de interagir responsavelmente com o meio ambiente. A industrialização veio agravar este problema ao contribuir de forma bastante acentuada para a poluição do meio ambiente.

Cabe ao nosso tecido industrial uma maior sensibilização para todos estes assuntos. A Política de Resíduos das empresas e de toda a população assenta em objetivos e estratégias que visam garantir a preservação dos recursos naturais e a minimização dos impactes negativos sobre a saúde pública e o ambiente. Para a prossecução destes objetivos importa incentivar a redução da produção dos resíduos e a sua reutilização e reciclagem por fileiras.

Para além da prevenção, importa ainda promover e desenvolver sistemas integrados de recolha, tratamento, valorização e destino final de resíduos por fileira (p.ex., óleos usados, solventes, têxteis, plásticos e matéria orgânica).

Estes são alguns dos temas que trabalhamos no Módulo de Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

 

 

Paula Breda Marques:

Formadora e consultora nas áreas de segurança, higiene e saúde no trabalho, geriatria e promoção da saúde. Colabora com a Delegação Centro do CECOA há longa data, promovendo e participando em novos projetos formativos e em formação à medida.

 





Contacte-nos

Lisboa

213 112 400

Porto

223 392 680

Coimbra

239 851 360